Hoje em dia, fala-se muito sobre o investimento em CRM e e-mail marketing. Essas duas estratégias de marketing, se bem combinadas, podem ser de imensa valia para as empresas que estão trabalhando a captação, atualização e manutenção dos dados dos clientes e prospects.

No artigo de hoje vamos explicar para você para que serve um CRM, qual sua relação com o e-mail marketing e como tirar proveito dessa junção de ferramentas. Vamos lá?

Para que serve um CRM?

O CRM, Customer Relationship Management, é uma ferramenta responsável por armazenar, organizar e gerenciar os dados pessoais dos clientes e prospects da sua empresa. Todas as informações coletadas pelo seu time de marketing e vendas durante o processo de captação do cliente são armazenadas nessas ferramentas, podendo ser consultadas e utilizadas de forma estratégica pela empresa em algum momento.

CRM e e-mail marketing: entenda a relação

Quando possuímos os registros sobre os clientes e prospects, como produtos ou serviços que foram contratados, objeções de compra, data da primeira compra e outros detalhes, é possível estruturar estratégias de e-mail marketing para atingir essas pessoas da forma certa e no momento certo.

Por exemplo, você é uma loja de equipamentos esportivos e possui registros de clientes que compraram uma bicicleta e tênis específicos para a prática. Uma ideia é aproveitar esses dados para enviar promoções de capacetes e outros acessórios para ciclistas, focando na melhora da performance do seu cliente.

Esse tipo de estratégia pode ser usada para dar descontos específicos com base na primeira compra que foi realizada, na data de aniversário do cliente, em datas comemorativas específicas, e muito mais.

Como trabalhar essas duas estratégias?

Para melhorar os resultados das suas estratégias de e-mail marketing, você precisa entender quais são os benefícios da integração com um bom CRM.

1. Conhecendo o seu público
O primeiro benefício claro é conhecer o seu público. O armazenamento de informações bem feito ajudará a entender o que os clientes estão comprando, seus padrões de consumo, que tipo de objeções de compra são mais comuns, porque eles escolheram a sua empresa e muito mais.
Essas informações são valiosas para que você consiga entender não só o seu público, mas descobrir como melhorar as vendas e os resultados da sua empresa.

2. Segmentação do público

A segmentação do público também é fundamental. Quando você conhece o seu público, suas preferências, objeções mais comuns e entende como a sua empresa pode ajudar cada uma daquelas pessoas, você consegue segmentar em grupos com base nos interesses comuns.

Essa segmentação te ajudará a melhorar a comunicação da sua empresa, abraçando sempre as características mais marcantes de cada uma dessas pessoas. Assim, você conseguirá estruturar ações de comunicação com a linguagem correta, o argumento de venda correto, a oferta correta no momento correto.

3. Automação de marketing
E, claro, para facilitar o trabalho da sua equipe de marketing, com o cruzamento desses dados e a criação de públicos segmentados, será possível trabalhar a automação de marketing. Essa automação vai fazer disparos de acordo com o tempo definido por você para esses grupos segmentados, focando sempre nas particularidades de cada um dos seus clientes.

O e-mail marketing, se utilizado corretamente junto ao CRM, pode ser uma ferramenta valiosa para as vendas do seu negócio! Hoje, o segredo das grandes empresas é descobrir, analisar e focar nas características e interesses mais específicos dos seus clientes.

Você gostou do nosso conteúdo? Que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? Até a próxima!

Executivo de Marketing Digital na AlfaPeople

Faça uma pergunta