Fazer prospecção de clientes por e-mail não só é uma tarefa possível, mas amplamente recomendável. Pelo menos 92% dos adultos que estão presentes na internet utilizam contas de e-mail. Podemos aproveitar essa quantidade de pessoas conectadas aos seus correios eletrônicos para fazer novos negócios.

No post de hoje, selecionamos cinco práticas que podem ajudá-lo a melhorar os seus resultados. Boa leitura!

1. Realize nutrição de leads

Nutrir significa enviar, de maneira automatizada, e-mails sequenciais com conteúdo relacionado ao interesse anteriormente demonstrado pelo internauta (normalmente, alguns dias antes). De acordo com a empresa Forrester Research, investir nessa ferramenta pode aumentar as vendas em pelo menos 50%, gastando em torno de 33% menos. O maior motivo para termos esses dados é a etapa de compra. Nem todos os leads estão prontos para converterem em determinado momento. Entretanto, algum tempo depois, podem estar maduros o suficiente para adquirirem o produto ou serviço.

2. Verifique as métricas dos e-mails enviados

Não adianta apenas enviar os e-mails e não saber quais são os resultados obtidos. Por isso, acompanhe sempre as métricas. Caso você já tenha dados anteriores, compare-os para entender se houve melhora ou piora. Assim, você terá informações objetivas para melhorar a próxima campanha.

Taxa de rejeição
A métrica avalia quantas contas não receberam a sua mensagem por erros ou inexistência do endereço. O limite para a taxa de rejeição deve ser de 3%. O ideal, porém, é tê-la em percentual menor que 1%. Caso você tenha problemas, verifique se a lista de e-mails possui qualidade e se tem e-mails ativos.

Taxa de abertura
Com ela, é possível medir a quantidade de pessoas que abriram o e-mail. Um resultado próximo de 30% pode ser considerado bom. Caso esteja em 15-30%, você tem resultados razoáveis. Um valor menor que esse significa que deve rever os títulos utilizados.

Taxa de resposta
A métrica avalia o número de leads que responderam ao seu comando na mensagem, isto é, quantos foram em direção à meta estipulada. Pode-se classificar como bom resultado quando você consegue ter algo próximo de 30% de resposta dos e-mails que foram abertos. Valores menores podem indicar que é preciso rever suas call-to-actions (CTA: chamado à ação) ou mesmo o texto do e-mail.

Taxa de conversão
Converter, nesse caso, é responder àquilo que foi requisitado no e-mail. Assim, a taxa avalia qual o percentual de pessoas que fizeram o que era desejado. Quando estamos começando, 50% é um bom percentual. Se a taxa estiver muito abaixo, revise a forma como você expôs o seu produto e veja se demonstrou o valor dele.

3. Personalize os e-mails

Os e-mails personalizados tendem a converter pelo menos três vezes mais, uma vez que os leads se sentem mais atraídos e o tom da conversa fica mais pessoal. Assim, tente sempre usar ferramentas para que “cliente” seja substituído pelo nome do usuário. Além disso, utilize o seu nome como remetente (e não simplesmente o nome empresarial) ao final da mensagem. Assim, você será visto como um profissional que deseja o melhor para os seus clientes.

4. Utilize call to actions

Leve os usuários a uma ação específica. Demonstre com botões de CTA o que você espera que eles façam. Observe o exemplo em que foi pedido que um usuário lesse determinado post em um blog: “Veja este artigo e melhore em 60% as suas vendas. Dê ênfase no ponto 3.” Nesse caso, possuímos CTA completo, oferecendo uma ação, justificando os motivos e dando sugestões.

5. Faça testes A/B

Os testes podem ser compreendidos como comparações entre variáveis. O objetivo é entender qual das duas opções obterá o melhor desempenho. Exemplificando, podemos tentar dois formatos distintos de landing page e observar qual dos dois possuirá a taxa de conversão superior. É importante ressaltar que, nos testes A/B, apenas uma variável (uma variação do que acontece atualmente) deve ser testada por vez.

Você achou úteis as dicas para prospecção de clientes por e-mail? Com elas, a sua forma de usar o e-mail para os negócios pode melhorar. Como você tem usado essa ferramenta? Já possui resultados? O que não funcionou para você? Se você necessitar mais informações, entre em contato.

Sales Account Manager na AlfaPeople