Capazes de auxiliar em diversos processos, os robôs otimizam a experiência das equipes, uma vez que automatizam tarefas e rotinas monótonas, assim como geram dados importantes para a tomada de decisão. Quando integrados a sistemas como os da Microsoft Power Platform, que permite aos usuários criarem aplicações significativas, trazendo ainda mais inteligência aos negócios.

Esses e outros diferenciais também se entrelaçam ao Power Virtual Agents, um recurso que permite criar bots que podem ajudar a responder as perguntas de seus usuários, funcionários ou visitantes de seu site ou serviço.

Para que você saiba mais sobre o assunto, explicaremos, neste artigo, como o Power Virtual Agents pode ser utilizado e quais as suas principais funcionalidades, além de mostrar como esse aplicativo funciona na prática. Para isso, vamos contar com um expert da AlfaPeople sobre o assunto. Boa leitura!

O que é o Power Virtual Agent (PVA) e quais as suas características?

O Power Virtual Agents é um recurso desenvolvido dentro da plataforma Microsoft 365 Power Platform que fornece uma interface “sem código” para permitir que as equipes criem chatbots capazes de ser implantados em diversos canais.

Em outras palavras, essa tecnologia permite desenvolver chatbots, utilizando a Inteligência Artificial (IA) de conversação, que podem responder as perguntas feitas por seus usuários, mesmo sem o conhecimento de linguagens da programação. Esses chatbots utilizam blocos de construção de conteúdo integrados, frases de gatilho e conversas de bot criadas previamente para mantê-los conectados em tempo real.

Segundo Danilo de Castro Araújo, Arquiteto de Soluções da Alfa People, a tecnologia em questão permite criar bots poderosos que podem ser desenvolvidos com uma interface gráfica guiada e sem código, como também sem a necessidade de cientistas de dados ou desenvolvedores.

Além disso, ele afirma que os benefícios de usar uma interface gráfica sem código ajudam a:

  • eliminar a lacuna entre os especialistas no assunto e as equipes de desenvolvimento que criam os bots;
  • reduzir o tempo entre os criadores e proprietários de bots reconhecerem um problema até ele poder ser atualizado;
  • eliminar a necessidade de compreender sistemas e metodologias de IA de conversação complexos;
  • simplificar a necessidade de código complexo;
  • minimizar o esforço de TI necessário para implantar e manter uma solução de conversação personalizada.

Diante disso, o PVA se resume em uma tela de criação muito bem projetada e intuitiva, permitindo que os “leigos” criem bots, tornando o design uma opção realista para usuários avançados e desenvolvedores.

Como ele pode ser usado e quais as suas funcionalidades?

Com o Power Virtual Agents, você pode: criar bots em segundos; fazer os bots realizarem ações em nome de alguém; revisar e analisar o desempenho deles, como quais perguntas estão sendo feitas com mais frequência; testar seu bot e, em seguida, disponibilizá-lo para sua equipe ou toda a empresa etc.

O especialista da AlfaPeople afirma que, usando o Power Virtual Agents, é possível:

  • capacitar as equipes, permitindo que eles mesmos criem bots facilmente sem a necessidade de intermediários, experiência em IA ou em códigos;
  • reduzir custos, automatizando facilmente consultas comuns e liberando tempo dos colaboradores para lidar com problemas mais complexos;
  • melhorar a satisfação dos clientes, possibilitando que eles obtenham ajuda e resolvam problemas rapidamente, 24 horas por dia, 7 dias por semana, usando conversas personalizadas e avançadas de bots.

É importante ressaltar que o PVA é indicado para qualquer setor e para uma grande variedade de processos, tais como problemas de suporte de vendas, horário de funcionamento, informações do negócio, dúvidas de clientes e funcionários, recuperação de senha, agendamento de horários, entre outras funções.

Como dito anteriormente, a principal função do PVA é criar um bot e incorporá-lo ao seu site com apenas alguns cliques. Nesse caso, não é necessário manter a infraestruturas ou implantar sistemas complexos, pois a tecnologia está disponível como um aplicativo web autônomo e como um aplicativo no Microsoft Teams.

“Com o Power Virtual Agents, você pode facilmente realizar a integração com serviços e sistemas de back-end prontos ou por meio de centenas de conectores personalizados, fáceis de adicionar usando o Power Automate. Isso simplifica a criação de um bot, que não apenas responda ao usuário, mas também aja em seu nome e que você fique de olho no desempenho dos seus bots, usando métricas eficientes e painéis controlados por IA” — ressalta Danilo Araújo.

Quais os benefícios de usar o Power Virtual Agents?

Primeiramente, podemos destacar que a Microsoft, ao criar os sistemas de Power Platform, entendeu que não existem programadores, cientistas de dados e profissionais de tecnologia disponíveis em todas as empresas. Nessa perspectiva, desenvolveu uma plataforma que não fosse somente para experts de tecnologia, mas sim para diversos profissionais que enxergam a oportunidade de criar algo melhor do que aquilo que já existe.

Diante disso, o PVA é um recurso que revolucionou o mercado permitindo que as empresas prosperem nos seus projetos de transformação digital. De modo geral, é uma ferramenta que democratiza de forma efetiva o design de bot em toda a empresa, com funcionalidades que tornam o processo automatizado e eficiente.

Com relação aos benefícios, Araújo afirma que, ao implementar uma plataforma de PVA em sua organização, é possível otimizar os processos existentes, fornecer aos clientes e aos funcionários respostas rápidas e confiáveis, estender seus recursos, oferecer atendimento integral e de qualidade e encaminhar apenas tarefas complexas para seus agentes ativos.

“O PVA é capaz de responder solicitações de baixo nível, com isso as tarefas complexas ficam dedicadas para os agentes. Além disso, você pode se comunicar com sistemas legados, e, usando essas informações, pode dar respostas personalizadas para a pessoa com quem está interagindo. Também é possível automatizar tarefas, como qualificação de leads, integração com Power Automate que possibilita uma ampla variedade de aplicativos corporativos, por exemplo, SharePoint, OneDrive, Outlook e Dynamics 365”, acrescenta o especialista.

Quais atualizações podemos esperar do Power Virtual Agents?

Na opinião do Arquiteto de Soluções da Alfa People, na prática, o PVA funciona para substituir o atendimento humano para processos simples e que possam ser mapeados. Com isso, somente processos complexos necessitam ser tratados por agentes, melhorando a experiência do cliente e reduzindo custos para a empresa.

Nesse sentido, mesmo diante de tantos benefícios, é importante destacar que a tendência do recurso é se aprimorar cada vez mais. “Na próxima onda de atualizações de produto, a Microsoft está aprimorando a integração com o Azure, adicionando novos canais e idiomas e ampliando os recursos de conversação” — afirma Araújo.

Como você pôde ver, o Power Virtual Agents é um ótimo complemento do pacote de ferramentas da Microsoft e abre possibilidades inovadoras para a criação de bots e melhoria contínua. Ao implementar na sua empresa, você oferece uma experiência melhor para o seu cliente e automatiza as atividades manuais e burocráticas da organização, ganhando performance no dia a dia.

E aí, o que achou do nosso conteúdo? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe sua opinião e suas dúvidas com a gente!