A Power Platform, da Microsoft, é uma solução que permite criar os aplicativos necessários para o seu negócio, assim como personalizá-los e ampliar seu uso. Oferece três principais ferramentas: Power Apps, Power BI e Power Automate. Com isso, facilita a gestão e o armazenamento de arquivos, e empodera o usuário de negócio.

Por ser uma plataforma de soluções, conta com várias funcionalidades e integração com sistemas de terceiros. O propósito é garantir a análise, a ação e a automação. Dessa forma, gera valor e impacto empresarial, porque a curva de aprendizado e o tempo de produção são menores.

Ao ter as ferramentas centralizadas, o trabalho é facilitado em todos os níveis do negócio, desde o CEO até os colaboradores operacionais. Ainda existem outros detalhes da plataforma. Explicamos suas características neste artigo.

O que é a Power Platform?

A Power Platform é uma plataforma composta por alguns produtos considerados low code (baixa codificação) ou no code (sem código para criar aplicativos). Ela é formada por três pilares:

  • Power BI
  • Power Apps
  • Power Automate

Todas as plataformas usam o Common Data Service e Data Conectors. O primeiro é um storage usado como serviço para o armazenamento de informações. Por isso, oferece recursos de segurança, como a criptografia. É suportado pelo Azure, no qual os dados são armazenados.

Por sua vez, os Data Conectors são pontos de integração a outras aplicações e bases, que permitem usar a Power Plaftorm. Ao contar com esses recursos, o empoderamento do usuário é maior. O motivo é simples: ele aprende a utilizar a Power Platform e seus recursos de maneira mais rápida, o que permite criar aplicativos com mais agilidade. Ao mesmo tempo, consegue executá-los em um player de browser ou dentro do Microsoft Teams.

Para entender melhor esses produtos, trazemos uma explicação de cada um deles. Veja suas características abaixo.

1. Power BI

O Power BI é uma ferramenta low code voltada para a construção de dashboards. Uma vez construídos, podem ser compartilhados em algumas vertentes que atendam à utilização do usuário. Por exemplo, é possível fazer a publicação:

  • dentro do Dynamics 365 e seus aplicativos;
  • em uma página da Web ou por e-mail;
  • em portais e sistemas de terceiros.

Ainda há possibilidade de embedar o dashboard com uma licença específica e publicá-la em outros portais, em outros ecossistemas, a partir de um único quadro. Com isso, a manutenção é bastante baixa.

Desse modo, o Power BI consiste em uma solução de inteligência de negócios e análise de dados. A coleta é feita a partir de diferentes fontes e o armazenamento é feito em um CDS for Analytics. Seus componentes são:

  • Services: é um ponto de acesso de relatórios, autenticação e dashboards. Permite gerar informações, customizar os quadros e tratar os dados sem precisar de outros programas.
  • Desktop: é uma ferramenta para desenvolver dashboards e visualização de dados.
  • Data Gateway: é uma solução on premise que sincroniza dados entre serviços de nuvem e fontes locais.

2. Power Apps

O ambiente de desenvolvimento de aplicações em nuvem utiliza pouca ou nenhuma linha de código para web e mobile. Por meio de conectores, integra-se a outros componentes do Office 365, Microsoft Dynamics 365, Azure e outras soluções. As telas, configurações e aplicações são armazenadas no CDS for Apps.

O desenvolvimento é feito pelo portal do Power Apps. Com isso, é possível fazer a criação de aplicativos com facilidade. Ao mesmo tempo, há conexão de centenas de sistemas e bases de dados. O resultado é mais precisão no trabalho e a implementação de um ciclo de melhoria contínua.

3. Power Automate

O Power Automate é uma solução em nuvem para automação de tarefas e fluxos de aprovação (flows). Esses suportam gatilhos de ativação e atividades a serem executadas. Pelos conectores, são integrados vários componentes e soluções de terceiros, o que assegura flexibilidade na criação de automatizações.

Os fluxos de trabalho são criados a partir dos insights do PowerApps e integrados a um dos sistemas suportados pelo Power Platform. Desse modo, são executados na nuvem e gerenciados da mesma maneira.

Quais os benefícios oferecidos pela Power Platform?

Uma das principais vantagens da Power Platform é a precisão das atividades. Ao construir um aplicativo, por exemplo, é desnecessário se preocupar com o sistema operacional em que ele será executado. Isso acontece porque a interoperabilidade é entregue por uma camada de software (App) contruído pelo time de Engenharia da Microsoft. Portanto, todas as plataformas existentes e consolidadas no mercado são abrangidas e a entrega se torna mais ágil.

Outro fator positivo é o DevOps da Power Platform. Assim, é feita a gestão e o versionamento dos aplicativos. Com isso, é possível publicar de maneira mais fácil e ágil, com a configuração de todos os usuários que usam o app. Ainda existem outros benefícios a considerar. Entenda mais sobre eles.

  • Automação de processos:O Power Automate garante a automação das atividades, a fim de aumentar a produtividade e garantir que todos sejam capazes de agilizar os processos. Esse é um aspecto importante para a administração organizacional, já que as soluções são entregues em um espaço de tempo menor.
  • Melhoria da comunicação pela visualização de dados:O Power BI facilita a visualização dos dados em diferentes tipos de dashboards. O foco da visualização é o Power BI Desktop, que permite explorar as informações por meio de recursos de inteligência artificial. Assim, são tomadas decisões mais precisas e embasadas.
  • Implementação do data driven:A Power Platform permite oferecer informações para tomar decisões e ter insights valiosos. É a cultura data driven, que leva à melhoria da precisão nas ações. Ainda é alcançado um trabalho altamente escalável, de alto suporte, conectado e econômico. Tudo é realizado sem investimentos em tecnologias de terceiros ou em programas de integração de sistemas e gestão de dados complexos.
  • Redução de custos:Um dos grandes focos é a diminuição de gastos de um projeto que utiliza essa plataforma. Ao mesmo tempo, são alcançadas simplicidade e agilidade na construção. Como a codificação chega a ser baixa ou até mesmo inexistente, a fácil adaptação do produto e a precisão na entrega se completam pelas facilidades que a plataforma oferece.
  • Alicerce na infraestrutura do Azure:A Power Platform está baseada no Azure, que é uma infraestrutura inserida no mercado, além de ser uma plataforma na nuvem totalmente competente que entrega um SLA muito alto. Com esse alicerce, é possível integrar os componentes, seja um DevOps, seja uma função já publicada no Azure Function.

Em suma, a Power Platform oferece uma boa base de trabalho, que traz eficiência e agilidade nos fluxos de atividades. Você ainda tem acesso a dados e consegue analisá-los de forma adequada, a fim de tornar sua empresa data driven e mais assertiva. Para isso, é preciso contar com uma empresa especializada, que ofereça o suporte necessário para o seu negócio.

Achou interessante e quer saber mais sobre essa plataforma? Tire suas dúvidas com um de nossos consultores. Entre em contato com a Alfapeople e veja como conquistar esses benefícios para seu negócio!

Daniel Lucas Geraldeli
Daniel Lucas Geraldeli
Solutions Architect na AlfaPeople