Omnicanal? Sim, nosso site é responsivo e nós temos uma estratégia de redes sociais.

Não é incomum nos depararmos com a resposta acima quando alguém pergunta sobre a estratégia omnicanal de um varejista.

Embora a experiência do cliente através de dispositivos ou ter tanto os pontos de contato de tijolo e argamassa quanto de e-commerce são fatores importantes para o destaque como um varejista bem sucedido no omnicanal, há mais no omnicanal do que seus olhos conseguem ver.

De fato, o que o cliente não consegue ver é tão importante quanto o design de um website que é perfeitamente compatível com qualquer dispositivo de combinação de navegador de internet.

A base do sucesso do omnicanal é construída nos sistemas de retaguarda da empresa e nas integrações entre eles.
Para qualquer varejista de omnicanal, as operações de back-office, as análises de suporte e os sistemas integrados da empresa devem ser bem sucedidos.

O ponto de vendas, a plataforma de e-commerce, a gestão de inventário e de armazém, a aquisição, fabricação, logística, CRM, o serviço ao cliente e a inteligência de negócios — todos os sistemas na arquitetura empresarial — são a base na qual o sucesso do omnicanal é construído.

Os varejistas que estiverem dando a vida às estratégias omnicanal devem desenvolver uma estratégia bem definida com um quadro de referência de suporte de TI que cubra 360 visualizações de sistemas e ferramentas e que dêem suporte aos negócios.

Esta será a base na qual o sucesso do omnicanal será construído.

As integrações e sistemas certos sozinhos não fazem com que sua estratégia de omnicanal seja bem sucedida. Considere como medir o omnicanal e planeje como utilizar a enorme quantidade de dados que pode ser capturada para se entender os indicadores e as alavancas quem podem ser utilizadas na influência da experiência do omnicanal.

Esta é uma jornada contínua, então não pare com o que aparece a primeira vista.