O time to market, que em português significa “tempo de mercado”, é um período envolvido no processo de desenvolvimento do produto, da ideia até a divulgação, basicamente. Ponto crítico em boa parte das organizações, não se discute o fato de que para aumentar as chances de sucesso do negócio, é preciso lançar os seus produtos e/ou serviços antes da concorrência.

Nesse sentido, pouco importa o quão boa é a qualidade, pois se você deixar os concorrentes saírem na frente, a questão da inovação, que talvez você esteja buscando, pode ser atribuída a eles.

Por essa razão, elaboramos este artigo para apresentar 3 maneiras de reduzir o time to market em sua empresa. Não perca essa leitura em hipótese alguma. Confira!

1. Tenha os fluxos de trabalho bem definidos

O primeiro passo para otimizar o time to market é ter definidos os fluxos de trabalho. Isso é importante para que se possa evitar os atrasos e minimizar os períodos de inatividade durante os procedimentos.

Nesse caso, a dica é simples: utilize a tecnologia a seu favor. Como exemplo, podemos citar o Dynamics 365, software da Microsoft que é uma ótima opção na integração de pessoas, processos e ecossistemas, possibilitando que as organizações maximizem as suas entregas.

Ao utilizar essa ferramenta, é possível gerenciar sua planta de produção com espaços de colaboração, guias de atividades e instruções sob medida para os operadores e supervisores.

Além disso, ela também proporcionará uma excelente rastreabilidade no que se refere ao andamento das tarefas, compartilhando informações visuais, facilitando a visibilidade das operações e trazendo transparência e agilidade.

2. Adote metodologias adequadas

Tratando-se da redução do time to market, procure por metodologias adequadas que visem aumentar a produtividade da equipe e dar rapidez aos processos como um todo.

Entre elas, vale ressaltar o método Scrum, que consiste em fazer com que todos na equipe saibam o que cada um dos seus integrantes está fazendo e quais as suas respectivas responsabilidades, os progressos que estão ocorrendo e a que ponto se deve chegar, incluindo o “quando” (prazos).

3. Automatize os processos

Outra dica para diminuir o time to market e que não poderia ficar de fora deste conteúdo é a automatização dos processos. Nesse sentido, é necessário ter soluções operacionais que permitam com que os ciclos de desenvolvimento dos produtos/serviços sejam automatizados em algum grau.

O Microsoft Dynamics 365 que citamos anteriormente também contribui para esse aspecto. Em resumo, as automatizações reduzirão os desperdícios de tempo e promoverão um ganho de eficiência geral.

Para concluir, não esqueça de que nos dias de hoje, um bom time to market pode ser a diferença entre sucesso e estagnação, para não dizer fracasso. E como diz aquele velho ditado: quem sair na frente, tem mais chances de ganhar.

O que achou deste artigo com as 3 maneiras de reduzir o time to market em sua empresa? Gostou? Então aproveite e saiba um pouco mais sobre o Dynamics 365. Confira agora mesmo o nosso post e fique por dentro dessa ferramenta que pode revolucionar o seu dia a dia na empresa.

Business Development Manager na AlfaPeople

Faça uma pergunta